FacebookPixel
Notícias
A companhia perfeita para o seu café
Notícias
voltar \ Expatriados consideram Portugal o 5º melhor país para viver e trabalhar em 2021

Expatriados consideram Portugal o 5º melhor país para viver e trabalhar em 2021

21 mai 2021
Expatriados consideram Portugal o 5º melhor país para viver e trabalhar em 2021
Alguns dos expatriados "mais felizes do mundo" vivem em Portugal, o país que é o único a representar a Europa no ´top 10´ no Expact Insider 2021. Fonte: Idealista News

Numa lista de 59 países de todo o mundo, Portugal foi considerado um dos destinos que apresenta melhor qualidade para viver e trabalhar, ocupando a quinta posição da tabela. E é mesmo considerado “o lar de alguns dos expatriados mais felizes do mundo”, revela o inquérito Expact Insider 2021 desenvolvido pela InterNations, que contou com a participação de 12.420 expatriados.

Neste estudo, cerca de 84% dos inquiridos dizem estar “felizes com a sua vida em geral” em território nacional. E há vários fatores que explicam esta satisfação: estes cidadãos estrangeiros que escolheram viver fora da sua pátria “gozam de elevada qualidade de vida no país, classificando Portugal em terceiro lugar neste índice”. Em destaque estão as opções de lazer locais, o clima ensolarado e a segurança, que os expatriados muito valorizam. Em declarações à InterNations, um expatriado britânico confirma que Portugal “é um lugar seguro e tranquilo” e acrescenta ainda que “é muito bonito, com boa comida, música, cultura e paisagens.” Depois há outras subcategorias em que Portugal está mais bem classificado do que a média, como é exemplo a acessibilidade dos cuidados de saúde em Portugal (73% dos inquiridos diz estar satisfeito), oportunidades de viajar (que satisfaz 86%) e o acesso fácil a serviços de telecomunicação (93% diz concordar).

Em resumo, Portugal ficou entre os dez primeiros lugares em três índices dos cinco analisados: qualidade de vida (3º), facilidade de fixação (9º) e custo de vida (9º). E, embora também tenha obtido bons resultados no Índice de Finanças Pessoais (14º), o Índice de Trabalho no Exterior é seu ponto mais fraco (36º).

Quanto ao impacto da pandemia da Covid-19, a InterNations revela que esta “afetou os planos de realocação de cerca de dois em cada cinco expatriados em Portugal (37%), o que é exatamente a mesma proporção da média global”. Apenas 1% dos expatriados pretende voltar a casa antes do previsto e “mais de um quarto decidiram ficar em Portugal e não regressar a casa num futuro próximo”.

 

InterNations
InterNations
Portugal é o único país europeu no ‘top 10’

Olhando para a classificação dos outros países na tabela salta à vista que Portugal é o único destino europeu a ter lugar no ‘top 10’ da classificação geral. É preciso descer à décima quinta posição para conhecer o segundo país da Europa mais bem classificado por aqueles que decidiram viver fora do seu país – República Checa. Logo de seguida surge Espanha, no décimo sexto lugar.

Nesta lista, foi Taiwan, no sudoeste asiático, que arrecadou a medalha de primeiro lugar. Em segundo está o México, na américa central. A Costa Rica e a Malásia completam o ‘top 5’ ficando na terceira e quarta posições respetivamente. Os três primeiros lugares atraem os “expatriados pela facilidade de se instalar e pelas boas finanças pessoais”, revela o documento. Pelo contrário, África do Sul, Itália e o Kuwait ocupam as três piores posições da lista.

Veja Também