FacebookPixel
Notícias
A companhia perfeita para o seu café
Notícias
voltar \ Vender casa e comprar outra: o que fazer com o crédito habitação?

Vender casa e comprar outra: o que fazer com o crédito habitação?

23 nov 2021
Vender casa e comprar outra: o que fazer com o crédito habitação?
Muitas pessoas que optam por mudar de casa precisam de empréstimo. Fica a saber como agir nestes casos. Fonte: Idealista News

A maioria dos novos empréstimos concedidos a particulares tem como finalidade a compra de casa. E são muitos os portugueses que estão a mudar de casa em tempos de pandemia. Mas, aquando do processo de venda e compra de uma casa nova, precisam de cancelar o respetivo crédito habitação. Fica a saber como funciona este processo. 
 

A evolução da economia nos últimos anos e a chegada da pandemia da Covid-19 foram alguns dos acontecimentos que levaram a que a troca de casa passasse a ser uma realidade para muitas famílias. Uma tendência que também se verifica em Portugal.
 

Seja porque o trabalho leva a uma mudança para outra cidade ou simplesmente porque a família cresceu e é preciso ter uma casa maior, em muitas ocasiões surge a oportunidade ou a necessidade de comprar uma casa nova. “Se já vivíamos de arrendamento e queremos tornar-nos proprietários será relativamente simples. Tudo passará por localizar o imóvel que mais se adeque às nossas necessidades e situação económica e, em seguida, pedir um crédito habitação”, começam por explicar os especialistas do idealista/créditohabitação.
 

Uma situação que muda de figura quando já se tem um imóvel com crédito habitação e surge a necessidade de mudar e comprar uma casa nova. Nestes casos, é possível desfazer-se do crédito habitação para adquirir outo imóvel? Atualmente existem duas opções para poder vender uma casa hipotecada e comprar uma nova. Toma nota.
 

Muitas famílias estão a trocar de casa
Photo by Andrew Mead on Unsplash


Crédito habitação ponte

 

O crédito habitação ponte é um produto oferecido por algumas entidades bancárias que permite unificar duas hipotecas numa só. Este tipo de empréstimo, desconhecido por muitos proprietários, pode ser uma alternativa para quem necessite mudar-se com urgência e comprar uma casa nova. 
 

Trata-se de uma solução temporária se não se dispõe do tempo suficiente para vender a casa anterior, apesar de isso implicar enfrentar uma prestação mensal superior, o que não está ao alcance de todos os proprietários.
 

Como funciona? O funcionamento deste crédito habitação consiste em agrupar dois empréstimos em apenas um, reduzindo o encargo mensal com as prestações face às que pagaria por ter duas hipotecas em separado. Não obstante, o proprietário deverá ter em conta que esta “vantagem” está associada a várias condições. A mais importante é: o cliente tem de se comprometer com o banco e assegurar que vende o imóvel num determinado prazo acordado previamente. Adicionalmente, é conveniente fazer cálculos antes de solicitar um produto deste tipo, já que até vender a casa estará a pagar um montante acima do habitual.
 

Como cancelar o crédito habitação
Photo by Markus Winkler on Unsplash


É possível cancelar o crédito habitação?

 

A segunda opção de que dispõem os proprietários é o cancelamento do crédito habitação. Trata-se da solução mais simples e, geralmente, a elegida pela maioria. Para poder cancelar o crédito habitação terá de se pedir ao banco a emissão do distrate. Uma vez assinado o contrato de compra-venda será necessário liquidar o montante que falta pagar do empréstimo (com o dinheiro da venda do imóvel), juntamente com as despesas de cancelamento. 
 

Os custos de cancelamento dependerão da entidade onde for feito o empréstimo, mas há limites. Num crédito habitação com taxa variável, a comissão máxima de cancelamento é 0,50% sobre o capital em dívida. Um valor que sobe para 2% no caso de um empréstimo com taxa fixa.
 

Esta solução é, sem dúvida, uma das mais recorrentes quando se vende a casa por um preço superior ao montante que ainda falta pagar ao banco. Ao contrário, a operação deverá executar-se de forma diferente, apesar de ser necessário avaliar se compensa ou não vender o imóvel nesse momento. 
 

Pandemia faz com que muitas pessoas procurem casas maiores
Photo by Silke on Unsplash


Se a decisão é vender por um preço inferior ao que falta pagar pelo empréstimo, o montante a mais deixará de ser um crédito habitação em si e passará a ser um empréstimo que se deve ao banco em condições diferentes. Neste caso, os custos a suportar serão os do cancelamento do empréstimo e os da constituição de um empréstimo pessoal, caso seja essa a solução.
 

Neste artigo que publicámos recentemente explicamos como e quais as vantagens de transferir um crédito habitação. Clica neste link para saberes mais informações. Se o objetivo for amortizar o empréstimo também há dicas/conselhos a ter em conta, como podes constatar aqui

Veja Também